MENU

30/08/2021 às 11h04min - Atualizada em 30/08/2021 às 11h50min

BASF é TOP 1 Indústria Química em inovação aberta e cresce no ranking geral do TOP 100 Open Corps 2021

Empresa é classificada como a primeira do setor químico e conquista o 4º lugar no ranking geral que reconhece as corporações que mais praticaram inovação aberta com startups

SALA DA NOTÍCIA BASF
https://onono.com.br/
Bruna Gobbi
A BASF, pelo segundo ano consecutivo, é considerada a empresa a TOP 1 da Indústria Química e a 4ª colocada no ranking das TOP 100 Open Corps 2021 que reconhece as corporações que mais praticaram inovação aberta com startups no Brasil no último ano. Esta é a sexta edição da premiação que, a partir de dados gerados pelo próprio mercado, registrou este ano um crescimento de 96% nos relacionamentos declarados por corporações e startups.
“Foi com muito entusiasmo que recebemos a notícia sobre o nosso desempenho positivo no ranking criado pela 100 Open Startups, porque reforça como nossa jornada em inovação aberta tem sido muito rica e bem-sucedida”, comemora Renata Milanese, diretora de Customer Enabling da BASF América do Sul. “Temos várias iniciativas em andamento que têm sido fundamentais para o crescimento da cultura de inovação aberta na empresa”, afirma. Entre outras atividades, a BASF mantém o AgroStart, um programa de aceleração de startups do agronegócio para promover inovação e empreendedorismo no setor; o Suvinil Fora da Lata, programa de aceleração que visa cocriar soluções para desafios da marca e alavancar ambos os negócios; o reciChain, plataforma baseada em blockchain para escalar soluções de economia circular, em parceria com a Fundação Espaço Eco; além da Central de Startups, do hub de inovação onono, centro de experiências científicas e digitais criado para promover conexões transformadoras entre a BASF os clientes e o ecossistema de innovacao aberta.
“Acreditamos no potencial inovador dos ecossistemas, as novas possibilidades que as conexões entre as empresas e as pessoas têm de impulsionar soluções disruptivas, com base em economia criativa e tecnologia”, afirma Ornella Nitardi, gerente de Inovação Aberta e Ecossistemas Digitais da BASF América do Sul. “Essa dinâmica tem promovido uma forte mudança de mindset na empresa e isso se revela nos números do ranking das TOP 100 Open Corps: estávamos em 35º lugar em 2019, subimos para o 6º em 2020 e, agora, estamos entre as TOP 5, o que representa um enorme avanço para todos nós”, comemora.
Com a inovação aberta, a BASF promove uma conexão maior com seus clientes, contribuindo de forma efetiva, com uma nova dinâmica e que vai muito além de oferecer produtos ao mercado. O desenvolvimento digital é um grande aliado para estreitar a relação com os ecossistemas e tem trazido, cada vez mais, o cliente para o centro de todas as ações da empresa.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp