MENU

28/09/2021 às 17h42min - Atualizada em 29/09/2021 às 00h00min

Norma brasileira de máscaras cirúrgicas é atualizada para garantir a qualidade

A revisão da Norma Técnica de 2004 traz especificações mais precisa sobre os tipos de máscaras cirúrgicas, aumentando a qualidade na fabricação e a segurança no uso

SALA DA NOTÍCIA Roberta
www.abint.org.br
Em 31 de agosto de 2021, foi publicada norma técnica ABNT NBR 15052:2021, Máscara de uso odonto-médico-hospitalar - Requisitos e métodos de ensaio, que trata dos requisitos de confecção, projeto, desempenho e métodos de ensaio para as máscaras de uso odonto-médico-hospitalar, também chamadas de máscaras cirúrgicas no Brasil. Trata-se de uma atualização da versão de 2004, com mais detalhamentos sobre a classificação de segurança dos tipos de máscaras voltadas a essas aplicações.

Além de requisitos para eficiência de filtragem de partículas, eficiência de filtragem bacteriana, pressão diferencial e de resistência à tração de elásticos e tiras, o novo texto contempla também desempenho para resistência à penetração de fluidos e classificação quanto à propagação da chama.

Segundo explica a Engª Têxtil, Cristiane de Lima, Secretária Executiva da ABINT e coordenadora da Comissão de Estudo de Nãotecidos de Aplicação Odonto-Médico-Hospitalar, a versão anterior era baseada em norma australiana e não contemplava alguns aspectos mais precisos quanto à qualidade de cada tipo de máscara cirúrgica. “A revisão teve como base normativas europeias e norte-americanas, correlacionando os requisitos de desempenho aos níveis de proteção da máscara, uma importante e significativa mudança em relação à versão anterior, porque permitirá ao profissional da saúde selecionar a máscara adequada ao procedimento a ser realizado, garantindo-lhe uma maior segurança”, afirma Cristiane, que ressalta que esta norma aplica-se também às máscaras importadas.

Ainda segundo a coordenadora, a necessidade dessa revisão já havia sido observada antes da pandemia da COVID-19, que veio reforçar a demanda e dar urgência ao processo.
Fazem parte da Comissão de Estudos Técnicos fabricantes de máscaras cirúrgicas, importadores, laboratórios de teste, entidades representativas – como o Comitê Técnico Médico Hospitalar da Associação Brasileira das Indústrias de Nãotecidos e Tecidos Técnicos (CTH ABINT) -, órgãos públicos, entre outros.

Segundo explica a Engª Maria Adelina Pereira, gestora do Comitê Brasileiro de Normalização Têxtil e Vestuário da ABNT, a norma demonstrou ser muito importante durante esses 17 anos de existência. “Muito ajudou na aquisição de produtos adequados, em especial em entidades de saúde que necessitam qualidade para os envolvidos - profissionais e pacientes -, justamente numa área que a administração de recursos financeiros é tão importante e na maioria das vezes escassos para a saúde”, afirma. E completa; “a pandemia demonstrou a importância da aplicação de normas na aquisição de produtos e a necessidade de atualização da norma em vista de novas tecnologias disponíveis. A participação da ABINT foi determinante ao agregar profissionais da área produtiva, de entidades importantes como ANVISA, FIOCRUZ e Secretaria da Saúde de São Paulo, bem como laboratórios muito colaborativos no desenvolvimento de novos ensaios para atender as exigências do usuário.”

Para aquisição da norma, acesse:
https://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=476013

Sobre o CTH-ABINT: O Comitê Técnico Médico Hospitalar (CTH) é formado pelas empresas Berry, Cremer, Fibertex, Fitesa, Halyard, Lifesaver, Maxipack, Medclean, Venkuri e Winner, tem por objetivo divulgar, promover e fomentar, com qualidade e técnica, o conhecimento e o crescimento das aplicações dos Descartáveis Médicos no mercado brasileiro.

Sobre a ABINT: Fundada em 1991, a Associação Brasileira das Indústrias de Nãotecidos e Tecidos Técnicos tem como objetivo representar, difundir e defender os interesses da indústria brasileira de Nãotecidos e Tecidos Técnicos, promovendo e apoiando o seu desenvolvimento e o crescimento do mercado de aplicações desses produtos, que são fundamentais a diversos e importantes setores da economia do país. Para saber mais acesse www.abint.org.br
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp