MENU

03/11/2021 às 15h35min - Atualizada em 03/11/2021 às 15h40min

A importância dos data centers com a chegada do 5G no Brasil

Saiba quais os impactos que o uso do 5G causará no funcionamento dos data centers

SALA DA NOTÍCIA Priscila Dezidério
https://odatacolocation.com/
As expectativas para a chegada da conexão móvel 5G no Brasil estão altas e com o leilão marcado para novembro, logo esta realidade já fará parte da vida do brasileiro. O uso do 5G impactará diretamente o setor de data centers, por conta do aumento incontável de dados criados pelo uso da Internet das Coisas (IoT), da realidade virtual e aumentada ou do próprio Big Data, sem contar o crescimento de usuários conectados às redes.

A chegada do 5G significa mais requisitos de hardware, energia, refrigeração, espaço e links de alta velocidade e baixa latência, e o setor de data centers terá que se moldar para suportar e manter a capacidade de atender a todos esses requisitos.

Para Ricardo Alário, CEO da ODATA, provedora brasileira de serviços de Data Centers, conforme as demandas de mercado, empresas de diversos setores e principalmente as de telecomunicações, necessitarão de estruturas resilientes como as de data centers para hospedar seus sistemas e redes. “Com a chegada da nova geração de conectividade, acontecerá um aumento massivo de dados que precisará ser processado de forma eficiente. Os data centers serão pontos centrais da estrutura e devem estar bem preparados para uma grande procura. Além disso, a alta disponibilidade de energia, capacidade e flexibilidade são algumas das características necessárias para esse novo momento”.

Com o uso do 5G, as conexões serão mais rápidas, o uso de IoT mais intenso, e o Edge Computing, trará força computacional para as transações. Porém, a computação de ponta ainda não substitui a necessidade de um data center, não sendo suficiente para aguentar todo o volume de processamento e armazenamento, por isso, a evolução do serviço será fundamental. O mercado já vem se preparando para atender tais exigências do 5G, com ações como: ter servidores mais rápidos, realizar uma compactação mais eficiente e aprimorar a capacidade de storage.

Para os grandes data centers interessará uma disseminação do setor, principalmente por conta das novas aplicações que devem ser utilizadas futuramente com a necessidade de menor latência. Uma das formas de facilitar o processo de trabalho dos servidores e amplificar o alcance das novidades trazidas pelo 5G será a localização estratégica e a otimização de serviços.

“No Brasil será preciso investir em infraestrutura de rede e suporte, para que as empresas de Telecom consigam oferecer o serviço da forma correta e os benefícios sejam percebidos pela população e pelas empresas”, explica Alário. O empresário salienta que um outro item a se considerar é a formação de novos profissionais capacitados para trabalhar no setor. É necessário dominar o ecossistema e realizar processos de inovação para atender ao serviço.

A implantação do 5G trará uma revolução na velocidade da transferência de dados, uma maior estabilidade de conexão e mais segurança digital. A abrangência do uso desta tecnologia em diferentes segmentos, até então inexplorados ou de pequena adoção, beneficiará a vida de grande parte da população. “Todo o ecossistema de data center deverá estar pronto para acompanhar esse crescimento. Iremos continuar com o plano de expansão acelerado e analisando novos investimentos e potenciais movimentações estratégicas que sejam benéficos para a evolução do 5G no País.”, finaliza Ricardo.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp