MENU

03/11/2021 às 16h40min - Atualizada em 04/11/2021 às 00h00min

Core bancário da Topaz permite operações de câmbio em multimoedas por instituições de pagamento no Brasil

Core bancário da Topaz permite operações de câmbio em multimoedas por instituições de pagamento no Brasil

SALA DA NOTÍCIA Carolina Amaral
A partir de setembro de 2022, as instituições de pagamento poderão atuar no mercado de câmbio, segundo decreto do Banco Central (Bacen) aprovado em setembro. Até então, apenas bancos, corretoras e distribuidoras de títulos tinham autorização para operar com câmbio no Brasil. O intuito da mudança é trazer mais competitividade e abrir espaço para a criação de novos modelos de negócios. 
A nova regulamentação já tem gerado resultados nessa direção. Com um core bancário modular, que permite que as instituições financeiras e varejistas façam a contratação dos serviços que desejarem com maior flexibilidade e de forma personalizada, a Topaz, plataforma de negócios financeiros do Grupo Stefanini, passa a oferecer também para as instituições de pagamento, após o decreto do Bacen, a funcionalidade de câmbio, em que é possível realizar transações multimoedas, seja entre uma conta e outra ou na compra e venda de dinheiro estrangeiro. 
Com a nova regulamentação, qualquer público - pessoa física ou empresa - pode ter uma conta em moeda internacional, tanto corrente ou poupança, quanto de pagamento, com o objetivo de facilitar transações de câmbio do dia a dia. Para ofertar esse serviço aos clientes, as instituições financeiras do Brasil precisam atualizar seus sistemas com um core bancário que dê suporte a essa modalidade. 
Com 30 anos de experiência e atuação em 23 países, a Topaz já possui uma solução completa, reconhecida pelo Gartner no Guia para Banqueiros sobre CBS para América Latina. Agora, a funcionalidade que no Brasil era exclusiva para bancos passa a ser oferecida a outras instituições de pagamento. "Com a atualização do Bacen, qualquer produto que pode ser aberto em moeda nacional, também poderá ser ofertado em outra moeda, desde depósitos à vista a empréstimos em diferentes câmbios e compra de fundos do Bacen. Porém, para isso, é necessário que as instituições financeiras e de pagamentos tenham um core bancário que dê suporte às operações de câmbio, com uma estrutura regulamentada. Por já atuarmos em outros países e em bancos brasileiros, trouxemos com agilidade essa funcionalidade para o mercado local de pagamentos, que está disponível para contratação por todos que possuem o core bancário da Topaz", explica Jorge Iglesias, CEO da Topaz. 
Essa oferta traz uma série de vantagens, entre elas a realização de transações entre contas de moedas diferentes, como real e dólar, a uma taxa de câmbio atualizada diariamente, com a cotação definida pelo próprio dono da instituição, que pode estipulá-la independentemente do valor do mercado, ofertando opções ainda mais atrativas, com valores definidos estrategicamente, trazendo controle e autonomia para a corporação. 
"A solução, ao realizar transações entre as contas de diferentes moedas, permite a venda de dólares e compra de pesos, por exemplo, por meio de um processo de paridade. Dentro da função de câmbio, é possível fazer transferências de uma conta a outra, quando necessário, inclusive para não ficar com saldo devedor, uma vez que ela permite a realização de investimentos em diferentes moedas e a contratação de empréstimos. Por informar quanto o usuário tem em dólares, quanto tem em euros, ou em qualquer outra moeda, e dar a posição de ativos e passivos, ele consegue ter controle de todas as suas movimentações, em diferentes câmbios", conta Flavio Gaspar, head de Produtos da Topaz. 
Para ativar a utilização, a instituição financeira ou de pagamento que possui o core bancário da Topaz, ou que quer contratá-lo, precisa apenas cadastrar as moedas que deseja liberar as transações e definir a operativa para iniciar, indicando quais produtos farão parte da opção multimoeda. Após a definição junto à Topaz, as diretrizes passarão por um processo regulatório com o Bacen para entrarem em vigor. A operação de câmbio dos clientes da Topaz pode ser disponibilizada em todos os canais operativos do banco, como agência, ATM, internet banking, entre outros. 
"Não é algo que criamos do zero e ainda vamos testar. A expertise adquirida em outros países e no setor bancário no Brasil, nos permitiu trazer algo já consolidado para os clientes de pagamento brasileiros. O conhecimento será replicado nesta área, uma vez que a solução de core banking já apresenta toda conectividade necessária para entrar em operação nos clientes com essa função. É um ganho de tempo e de recursos financeiros, pois, por ser integrada, dispensa a contratação de tecnologias conectoras, sintetizando tudo em um sistema único e completo", explica Jorge Iglesias. 
A solução apresenta recursos de contabilidade, que é feita de forma digital e em tempo real, oferecendo todas as informações necessárias para o banco e para o correntista. Ela funciona para qualquer moeda do mundo, será a instituição contratante que irá definir quais estarão disponíveis para os clientes. "Essa oferta imediata, logo após o decreto do Bacen, reforça o posicionamento da Topaz como uma empresa preparada não somente para o presente, mas para o que vem de novo no futuro financeiro", finaliza Iglesias, que liderou o projeto da funcionalidade de câmbio juntamente com Flavio Gaspar, head de Produtos; Jorge Visca, Digital Product Manager; Marco Cester, Digital Business Manager; Leonel Marchisio, Digital Product Lead, e Alexandre Albrecht, Digital Business Consultant. 
Para conhecer mais sobre o core bancário da Topaz, acesse: https://stefanini.com/pt-br/solucoes/produtos/topaz.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp