MENU

04/11/2021 às 14h57min - Atualizada em 05/11/2021 às 00h00min

Ranking 100 Open Startups anuncia as startups mais atraentes para corporações em 2021

Plataforma 100 Open Startups registrou números recordes em comparação a 2020, com um crescimento de 40% nas startups da base

SALA DA NOTÍCIA Maria Máximo
https://www.openstartups.net/site/
inovabra habitat - foto tirada antes da pandemia

A 100 Open Startups, principal plataforma internacional de conexão entre corporações e startups, divulga, no dia 27/10, o Ranking 100 Open Startups 2021, que reconhece as startups mais atraentes para o mercado corporativo no país. De acordo com dados da premiação, apesar da pandemia, a atividade de inovação aberta com startups dobrou no último ano. Para a edição 2021, que conta com o patrocínio do inovabra, ecossistema de inovação do Bradesco, foram declarados 26.348 relacionamentos de open innovation entre corporações e startups, enquanto em 2020 foram 13.433 relações declaradas. 

Das mais de 18 mil startups cadastradas, 2.414 tiveram contratos de open innovation com corporações validados para o Ranking 2021, contra 1.310 em 2020, ou seja, mais de 1.000 novas startups geraram impacto nas cadeias tradicionais apenas neste ano.  

No que se refere às categorias que mais fizeram inovação aberta, ou seja, que somaram mais pontos, destacam-se as startups de Artificial Intelligence, Big Data e Productivity. Já a modalidade de contratos mais comum de acordo com a metodologia do Ranking, foi o grupo de Desenvolvimento de Fornecedores, com mais de 7.800 contratos. Isso mostra que as corporações estão renovando as suas cadeias de fornecimento, incluindo, cada vez mais, as startups em seus processos. 

Quanto à pontuação total do Ranking - que reflete a quantidade e a intensidade dos relacionamentos entre as corporações e as startups -, esta passou de quase 35 mil pontos, em 2020, para mais de 75 mil pontos, em 2021, um crescimento de 118%. Tal intensidade também cresceu 63 vezes desde 2016, quando foi iniciada a medição desse índice de inovação no Brasil, por meio do Ranking. Com isso, aumentou também a concorrência para uma posição na premiação. No ano passado, para estar entre as TOP 100, uma startup precisava de 80 pontos. Neste ano, foram necessários, pelo menos, 141 pontos. 

Outro fato relevante do Ranking deste ano é em relação à renovação das startups. Dentre as premiadas de 2021, 40% são novas quando comparadas ao Ranking 2020. Além disso, 109 startups estão aparecendo no Ranking pela primeira vez para o mercado.  

“Somos reconhecidos por falar de estatísticas, tendências, métricas e desempenho. Falamos de modalidades, conceitos, contratos e critérios objetivos. Repetimos o quão importante é medir resultados, estabelecer processos e, ainda, aspectos mais abstratos, como fomentar e desenvolver o ecossistema. No entanto, o ranking é motivo de celebração, não só desses números, mas de todas as pessoas envolvidas nos projetos”, comenta Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups. “Cada uma das startups representa um esforço bem-sucedido de inovação junto às corporações que se abriram para cocriarem juntos”, reforça. 

Outra novidade para este ano é a parceria da 100 Open Startups com um dos principais ecossistemas de inovação do país, o inovabra. Por meio do acordo, o inovabra será o patrocinador oficial do TOP 100 Open Startups nesta edição. Além disso, o Bradesco e suas corporações parceiras também poderão utilizar a plataforma digital da 100 Open Startups para lançamento de desafios de inovação e para ampliar conexões e oportunidades com as startups cadastradas.  

O inovabra também será parceiro estratégico da edição de novembro da Open Innovation Week | Oiweek Digital Especial ESG, principal encontro de open innovation do país, promovido pela plataforma 100 Open Startups para troca de conhecimento, cocriação de soluções e geração de negócios em inovação. Durante a semana, que acontecerá em novembro, serão impulsionadas conexões entre as empresas que buscam soluções habilitadoras de negócios sustentáveis.  

Ainda na Oiweek, será divulgado o Reconhecimento inovabra ESG, que vai destacar iniciativas e soluções relacionadas ao meio ambiente, à responsabilidade social e às boas práticas de governança corporativa. As 10 startups reconhecidas terão direito a se tornarem membros do inovabra habitat, ambiente de coinovação do Bradesco, e ter acesso aos desafios de negócios lançados pelas corporações, além de participar dos eventos de conexão físicos ou remotos.

No evento de premiação do dia 27, além das TOP 100, também serão premiadas as TOP 10 de 28 categorias, definidas de acordo com as áreas que mais tiveram atividade de open innovation no período. Neste ano, as três categorias que passaram a integrar o Ranking são as CityTechs - startups que têm soluções para cidades inovadoras, TravelTechs - startups com soluções inovadoras para o setor de turismo, um dos mais impactados pela pandemia, e Water and Sanitation - startups com soluções para o setor de água e saneamento, fruto de um movimento liderado pela Iguá Saneamento para mobilizar o setor em torno da inovação. 

Para mais informações: https://100os.net/ranking


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp