MENU

07/01/2022 às 13h51min - Atualizada em 11/01/2022 às 00h10min

Síndrome de Burnout: Como Evitar Essa Doença Ocupacional.

Práticas Para Evitar a Síndrome de Burnout

SALA DA NOTÍCIA Gabi Dallo RTA Comunicação
Shana Eleve Consulting
Galeria do Google e arquivos pessoais
No dia 1º de janeiro, a Síndrome do Burnout passou a ser oficialmente reconhecida como doença ocupacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


E por quê é tão importante começarmos o ano falando sobre esse assunto? Estamos no mês da campanha Janeiro Branco, que tem o objetivo de alertar para a importância de começarmos um novo ciclo de forma mais saudável e tranquila, priorizando a nossa saúde emocional e bem estar.


Segundo Shana Wajntraub, mais do que nunca, é necessário trabalhar alguns pilares de nossos comportamentos e relacionamentos com outras pessoas. Com isso conseguimos: Bem-estar, equilíbrio nas adversidades, gerenciamento das emoções.


Além da campanha, diversas pesquisas mostram o impacto da pandemia na vida de diversos profissionais, uma delas da Fundação Oswaldo Cruz, mostrou  que durante o período de isolamento social, quase 50% dos colaboradores foram afetados pela ansiedade e depressão. Além disso, de acordo com pesquisa da Secretaria Especial da Previdência e do Trabalho, os últimos 2 anos foram campeões de afastamento por questões de transtornos mentais e comportamentais.


A Psicologa Shana Wajntraub explica algumas práticas para evitar o Burnout:
Entre as práticas mais relevantes para a saúde mental na neurociência, saber descansar a mente e se afastar de estímulos associados ao trabalho nos fins de semana e feriados é fundamental. “Em 2021, percebi o quanto as pessoas ficaram sobrecarregadas e com estresse alto, que levou a sintomas como falta de atenção e até de memória.” Comenta Shana. 


Segundo é buscar atividades que tragam prazer, como:

Atividades físicas leves e moderadas, práticas de relaxamento como massagem (ou auto-massagem e alongamento) e meditação;
Práticas espirituais, caso seja praticamente de alguma religião;
Escutar músicas que aprecia;
Contato com a natureza, como ir a praia ou ao campo;
Práticas alimentares, evitando café em excesso e consumo de comidas processadas, principalmente as ultra processadas.

Terceiro é escolher uma dieta com alimentos leves (oleaginosas, chás, verduras, frutas e peixes) ou até mesmo práticas de jejum, caso conheça esta prática.

O quarto é manter vínculos sociais satisfatórios e recompensadores, como encontrar bons amigos, familiares, namorar.


Um estudo clássico de Harvard mostrou que a solidão é um forte preditor de problemas de saúde e, inclusive, morte precoce.


E, por último, um dos mais importantes: sono regular.

Todos esses estímulos estão associados a regulação de aspectos neurofisiológicos do organismo, como regulação intestinal, liberação de endorfinas e endocanabinóides e regulação de sistema dopaminérgico e serotoninérgico.


É importante considerar que nem sempre é possível aderir a todas essas práticas, mas quanto mais conseguir ajustar tais aspectos, mais eficiente será sua recuperação ou prevenção ao Burnout.


Mais Sobre Shana Eleve:

Shana Wajntraub, é CEO e Fundadora da Eleve Consulting. Empresa que desenvolve pessoas e times em comunicação, produtividade, liderança, inteligência emocional e team building. Shana é especialista em desenvolver líderes e times para aumentar o resultado das empresas e das pessoas, atuando em quatro áreas transversais: comunicação corporativa, liderança, construção de times e produtividade. Com índice de recompra de 99%, constrói cases de sucesso desde 2016.
 Shana Wajntraub é psicóloga com MBA em Gestão de Pessoas pela Universidade Federal Fluminense, pós- graduada em neurociências pelo Mackenzie. Mestranda em comunicação e análise de comportamento pela Manchester Metropolitan University- UK (Paul Ekman). Tedx speaker, curadora dos palestrantes do TEDx Campo Grande, professora da HSM. Palestrou no CBTD em 2020e 2021e já impactou mais de 230 mil pessoas em treinamentos na América Latina.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp