MENU

20/01/2022 às 13h40min - Atualizada em 24/01/2022 às 00h00min

Seaborn Networks expande conectividade via cabos submarinos após parceria com ODATA

Empresa aumenta Pontos de Presença de internet no Brasil com alta disponibilidade e baixa latência

SALA DA NOTÍCIA Priscila Dezidério
https://odatacolocation.com/
A Seaborn Networks, líder em desenvolvimento e operadora de sistemas de cabos submarinos de fibra óptica está presente em São Paulo e desde 2019 escolheu a infraestrutura da ODATA para oferecer aos seus clientes um ponto de acesso alternativo à sua rede de alta disponibilidade no Brasil. O data center hospeda um conjunto de serviços da Seaborn Networks, posicionando-se como um dos pontos de interconexão para o cabo submarino Seabras-1 entre Nova York (EUA) e São Paulo (Brasil).

A empresa optou pelo sistema atraído por grandes Cloud Service Providers (CSPs) hospedados na ODATA, os quais demandaram serviços on-net, o que se refere à presença local dentro de um data center. “Este é um marco importante para nós, uma vez que estamos trabalhando em conjunto com a ODATA para prover conectividade internacional e IP trânsito, isto é, o fluxo de dados pela internet, para aos clientes”, afirma Michel Marcelino, SVP, Head of Latin America da Seaborn Networks.

A tecnologia que permite que o mundo fique interligado embaixo dos mares por meio de cabos, é responsável por 99% das comunicações transoceânicas. Com fibra ótica, os cabos conseguem transmitir dados de todos os tipos, como por voz, imagens ou mensagens. O aumento do volume no tráfego de dados levou os provedores de conteúdo e soluções em cloud a ampliarem a capilaridade de seus pontos de presença de internet em todo o mundo.

O Seabras-1 é o único sistema POP (Pontos de Presença) direto entre São Paulo e a área metropolitana de Nova Iorque a oferecer a rota de menor latência possível entre a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) e trading exchanges de Nova Jersey. O objetivo foi criar rotas diretas com alta disponibilidade da América do Norte para a América do Sul. “O contrato firmado com a ODATA permite à Seaborn atuar como uma operadora on-net em seus Data Centers. E, desse modo, passa a oferecer um conjunto completo de serviços de Transmissão, Ethernet e Serviços IP compatíveis com MEF, Wavelength, altamente escalonados”, explica Eliel Andrade, Gerente de Produtos da ODATA.

Além da parceria com a ODATA, a Seaborn Netwoks  expandiu sua cobertura para novas localidades, como Porto Alegre, Teleporto no Rio de Janeiro e está em fase de expansão para Curitiba, Brasília e Salvador. Os serviços on-net são ativados em dias e não em semanas e os clientes têm escalabilidade e opções de largura de banda personalizadas para transporte e IP trânsito.

“Para atender ao mercado financeiro, nós estabelecemos também um POP na Rede de Telecomunicações para o Mercado Financeiro (RTM), provedora de serviços para integração do setor, e também fomos homologados pela Bolsa de Valores (B3) como ‘RCB carrier’, que possibilita o acesso direto dos distribuidores a sistemas de negociação e pós-negociação, Market Data, e sistemas da B3”, explica Michel.

A expansão da empresa no Brasil, de certa forma, ajuda a ODATA a alcançar novos clientes nestas localidades e usufruir da rede Seaborn Networks para conectá-los aos data centers. Além do Brasil, o serviço já é disponibilizado na Argentina, Chile, Peru, Colômbia e em vários locais na América do Norte. “Estamos trabalhando na possibilidade da parceria entre ODATA e Seaborn Networks se estender ao BG01, nosso data center da Colômbia, a ideia é continuar expandindo a sinergia das duas empresas”, finaliza Eliel.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp