MENU

15/06/2022 às 09h46min - Atualizada em 20/06/2022 às 00h00min

Cannabis pode interferir no tratamento contra o câncer, alerta oncologista

O médico Ramon Andrade de Mello destaca que estudos com canabinóides ainda são inconclusivos

SALA DA NOTÍCIA Emilly Santos
Divulgação
O STF (Supremo Tribunal de Justiça) decidiu, por unanimidade, autorizar o uso da cannabis para fins medicinais nesta terça-feira. “O uso dessa substância pode interferir no tratamento oncológico, principalmente para pacientes que passam por imunoterapia”, alerta o médico oncologista Ramon Andrade de Mello, professor da disciplina de oncologia clínica do doutorado em medicina da Universidade Nove de Julho (Uninove), do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e PhD em oncologia pela Universidade do Porto, Portugal.

Segundo o médico, outras terapias podem trazer melhores resultados para os pacientes oncológicos. Ele explica que a cannabis tem duas substâncias com forte atuação no organismo. A primeira é o tetrahidrocannabional (THC), que causa efeitos alucinógenos nas pessoas. A segunda é o canabidiol (CBD), compotencial para provocar efeitos múltiplos no paciente.

Ramon de Mello também ressalta que as pesquisas com a cannabis ainda são inconclusivas e não garantem um tratamento seguro para os pacientes com câncer: “Apesar de alguns estudos apontarem os canabinóides como supressores dos tumores, outros destacam que sua ação anti-inflamatória bloqueia o sistema de respostas do corpo ao câncer”.
 
Sobre Ramon Andrade de Mello
Pós-doutorado em Pesquisa Clínica no Royal Marsden NHS Foundation Trust (Inglaterra), Ramon Andrade de Mello tem doutorado (PhD) em Oncologia Molecular pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (Portugal).
 
O médico tem título de especialista em Oncologia Clínica, Ministério da Saúde de Portugal e Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO). Além disso, Ramon tem título de Fellow of the American College of Physician (EUA) e é Coordenador Nacional de Oncologia Clínica da Sociedade Brasileira de Cancerologia, membro da Royal Society of Medicine, London, UK, do Comitê Educacional de Tumores Gastrointestinal (ESMO GI Faculty) da Sociedade Europeia de Oncologia Médica (European Society for Medical Oncology – ESMO), Membro do Conselho Consultivo (Advisory Board Member) da Escola Europeia de Oncologia (European School of Oncology – ESO) e ex-membro do Comitê Educacional de Tumores do Gastrointestinal Alto (mandato 2016-2019) da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (American Society of Clinical Oncology – ASCO). 
 
Dr. Ramon de Mello é oncologista do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e do Centro de Diagnóstico da Unimed, em Bauru, SP.
 
Confira mais informações sobre o tema no site
 
 Informações para a imprensa:
Ex-Libris Comunicação Integrada - (11) 3266-6088
Edmir Nogueira – edmir@libris.com.br – (11) 98937-3503  
Emilly Andrade – emilly@libris.com.br
Marco Berringer – marcopaulo@libris.com.br 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp