MENU

24/06/2021 às 09h18min - Atualizada em 24/06/2021 às 09h18min

Virada brasileira tem ira de Tite, pose em vestiário e provocação de Richarlison: "Deu a lógica"

Vitória por 2 a 1 sobre a Colômbia garantiu a seleção brasileira no primeiro lugar do grupo B

Redação Ge
Globo Esporte
 

O jogo se encaminhava para o fim quando Tite irrompeu de dedo erguido e gritou com Carlos Velasco, preparador físico de Reinaldo Rueda, técnico da Colômbia. O treinador admitiu na coletiva de imprensa da virada brasileira – 2 a 1 sobre a Colômbia, nesta noite de quarta-feira, pela Copa América – que respondeu a um membro da comissão colombiana.

Ele não sabia quem era, mas identificou um homem de camisa vermelha que o chamou pelo nome. Velasco trabalhou no Flamengo com Rueda e assistia a partida quase na linha de fundo, no aquecimento dos jogadores, mas conforme o clima foi esquentando ele foi para próximo da linha divisória e ajudou o grupo nos gritos contra as decisões do árbitro Nestor Pitana.

O jogo teve tempero apimentado, com provocações, principalmente, a partir do empate do Brasil, em bola que bateu em Pitana antes de Renan Lodi colocar para Alex Sandro. A vibração dos jogadores brasileiros veio junto com gritos em direção ao banco colombiano. O mais "animado" era Richarlison. Após a partida, ele publicou foto nas redes sociais e ironizou: "Deu a lógica".
 


Na saída de campo, Neymar e o atacante colombiano Borja também bateram-boca.

Pose comum em grandes partidas, a foto do vestiário – com todos jogadores vibrando – também simbolizou o caráter de rivalidade do jogo contra a Colômbia.

Veja também:

+ Tite diz que virada ajuda Seleção a criar "casca" e detona gramado
+ Atuações: as notas dos jogadores da Seleção


Jogadores fazem pose no vestiário depois da vitória no Nilton Santos — Foto: Lucas Figueiredo / CBF


Tite elogiou muito o adversário, com quem o Brasil já havia sofrido, apesar de estar invicto com ele no comando. Em cinco jogos, foram três vitórias e dois empates.

O treinador da Seleção disse após a partida que não houve briga com os adversários – apesar da gritaria até na saída de campo, com provocações de lado a lado. Mas fez um mea-culpa.

– Quando comemoramos, comemoramos juntos. Não confrontando o adversário, com exceção talvez minha. Teve um profissional funcionário da área adversária, de camisa vermelha, que ficou falando meu nome e eu disse que com ele não falava, só com Rueda. A ele apontei, porque não tinha que falar meu nome, não admitia aquilo. Tinha árbitro lá dentro, e que tinha outras condições para não ver confronto nenhum – disse Tite.


Neymar e Richarlison, que tinha sido substituído, vibram depois do apito final. Seleção virou o jogo contra a Colômbia — Foto: André Durão

O Brasil já estava classificado para as quartas de final da Copa América e, com a vitória sobre a Colômbia, garantiu também a primeira colocação do Grupo B.

A Seleção encerra a participação na primeira fase do torneio neste domingo, contra o Equador, às 18h, no Estádio Olímpico de Goiânia.


+ CLIQUE AQUI e veja a tabela da Copa América


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetacentrooeste.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp